Aviso legal:
Taxas por indicação

O Wizcase pode receber comissão de afiliados quando uma compra é feita usando nossos links. No entanto, isso não influencia no conteúdo das análises que publicamos ou nos produtos/serviços analisados. Nosso conteúdo pode incluir links diretos para adquirir produtos que fazem parte de programas de afiliados.

Propriedade

A Kape Technologies PLC, controladora do Wizcase, detém as marcas CyberGhost, ZenMate, Private Internet Access e Intego, que podem ser analisadas neste site.

Nossas análises

O Wizcase engloba análises escritas por nossos avaliadores da comunidade, baseadas na análise independente e profissional dos produtos pelos avaliadores.

Padrões de análise

Todas as análises publicadas no Wizcase atendem aos nossos rígidos padrões de análise para garantir que sejam baseadas em uma avaliação independente, honesta e profissional por parte do avaliador do produto/serviço. Tais padrões exigem que o avaliador considere as qualidades técnicas, características do produto e seu valor comercial para os usuários, o que pode afetar a classificação do produto no site.

5 Melhores VPN para Linux em 2021 – Mais Rápidas e Seguras

Eric Ribeiro Última atualização por Eric Ribeiro em abril 07, 2021

Não é exagero dizer que todas as principais VPNs do mercado têm uma versão para Windows e macOS, mas que o Linux é normalmente tratado como uma opção irrelevante pelos desenvolvedores. Encontrar VPNs com aplicativos compatíveis para esse sistema operacional não foi fácil.

Para remediar isso, eu pessoalmente testei mais de 15 das melhores VPNs compatíveis com o Linux para encontrar clientes baseados em GUI ou CLI nativos que não exigissem a configuração manual da sua VPN no Linux. Embora você ainda tenha essa opção, relacionei as 5 principais VPNs mais fáceis de configurar e com incrível usabilidade, e também inclui algumas a serem evitadas.

Se você quer uma resposta rápida, a ExpressVPN é a minha VPN Nº1, compatível com a mais ampla variedade de distros Linux. Ela tem servidores altamente seguros e super rápidos que permitem o seu acesso a uma enorme diversidade de serviços de streaming. Caso queira experimentá-la pessoalmente com o seu dispositivo Linux, faça o teste de 30 dias que ela oferece com a garantia de reembolso.

Obtenha já a ExpressVPN!

Guia Rápido: As Melhores VPN para Linux em 2021

  1. ExpressVPN – A VPN Nº1 para Linux, com alta velocidade e acesso a diversos serviços de streaming.
  2. CyberGhost – Dá a você acesso a diversas bibliotecas globais com o seu serviço dedicado para streaming, mas não funciona nem na Turquia, nem na China.
  3. PIA – A única VPN dessa lista que oferece uma interface gráfica do usuário no Linux, mas como a sua matriz fica nos EUA, o compartilhamento de dados privados com o governo norte-americano pode ser um problema.
  4. VyprVPN – Detém 100% da sua infraestrutura de servidores para maior controle de segurança, mas conta com a menor rede de servidores dessa lista.
  5. Hotspot Shield – Oferece o seu próprio protocolo licenciado de alta velocidade, o Hydra, mas um escândalo envolvendo a privacidade de seus usuários no passado pode levantar algumas dúvidas.

Obtenha já a ExpressVPN!

As 5 Melhores VPN para Linux – Testadas em abril 2021

1. ExpressVPN – Proteja o seu Linux com a tecnologia TrustedServer e com criptografia avançada

Principais Recursos:

  • Mais de 3.000 servidores espalhados por mais de 90 países.
  • Largura de banda ilimitada para streaming rápido e ininterrupto no Linux.
  • Protege até 5 dispositivos ao mesmo tempo.
  • Garantia de 30 dias de reembolso para que você possa testá-la, sem compromisso.
  • Atendimento ao cliente por e-mail e chat ao vivo 24/7 ajudar você com quaisquer problemas.

A ExpressVPN é uma VPN excelente para o Linux graças à sua infraestrutura de servidores confiável e à facilidade de uso em geral. Embora o Linux seja considerado o sistema operacional mais seguro disponível, isso não significa que você deva tratar dispositivos de segurança como supérfluos. A ExpressVPN manterá o seu sistema protegido com vários recursos avançados.

Suas atividades online nunca são guardadas em nenhum lugar uma vez que os servidores TrustedServers da ExpressVPN usam somente memória RAM em vez de um disco rígido normal, garantindo a total remoção dos seus dados toda vez que você reinicia o seu dispositivo. O benefício extra é que, a cada reinicialização do servidor, a pilha de software inteira é reinstalada – ou seja, nenhum servidor rodará sobre software possivelmente desatualizado e vulnerável. Além disso, uma auditoria independente conduzida pela PWC confirmou que a política contra registros (em inglês, no-logs policy) e a configuração do TrustedServer eram válidos, algo que poucas VPNs podem ostentar. Isso também foi comprovado quando, em 2017, autoridades turcas tomaram um de seus servidores, mas não conseguiram encontrar nada sem nenhum log de dados do usuário salvo.

Você ainda encontra os mesmos recursos de segurança normalmente disponíveis com qualquer dispositivo compatível, incluindo um kill switch, proteção contra vazamentos e tunelamento dividido (em inglês, split tunneling). Eu fiz um teste de vazamento de DNS durante minha conexão a um servidor nos EUA para verificar sua eficácia e, para o meu alívio, a VPN passou em todas as etapas. A ExpressVPN também funciona com o protocolo OpenVPN, que proporciona uma alta segurança sem a queda significativa na velocidade. Já com o Lightway, o seu próprio protocolo licenciado, ela atinge velocidades ainda mais altas, sem afetar negativamente a sua segurança.

Embora toda a operação da ExpressVPN seja feita pela linha de comando no Linux, você pode rapidamente verificar todos os possíveis comandos do aplicativo digitando “manexpressvpn” para acessar uma lista completa das funções.

Caso precise de uma VPN para streaming no Linux, a ExpressVPN também é uma das melhores opções. Ela consegue furar bloqueios geográficos em plataformas como a Netflix, Hulu, Disney+, entre outras. Durante os meus testes, eu assisti o The Mandalorian e Toy Story 4 da Disney+ dos EUA, que carregou quase que instantaneamente em qualidade Full HD.

Captura de tela do ExpressVPN no Linux desbloqueando o Mandalorian da Disney + EUA.

Você pode assistir a Disney+ e muitos outros serviços de streaming populares com a ExpressVPN no Linux

Você não precisa acreditar na minha palavra – experimente a ExpressVPN por 30 dias grátis com a sua garantia de reembolso e confira em primeira mão todos os seus vários recursos de segurança. Embora ela seja um pouquinho mais cara do que as outras VPNs dessa lista, ela também é um dos poucos provedores que oferece a devolução do dinheiro sem fazer perguntas. Eu mesmo coloquei sua política à prova assinando o plano de um mês e testando seus serviços antes de solicitar um reembolso pelo chat ao vivo 24 horas. A agente do atendimento ao cliente processou imediatamente minha solicitação e em 5 dias o dinheiro já estava de volta na minha conta.

A ExpressVPN desbloqueia: Netflix, Disney+, HBO Max, YouTube, Amazon Prime Video, BBC iPlayer, Vudu, SkyTV, Sky, Showtime, ESPN, entre outros.

A ExpressVPN é compatível com: Ubuntu, Debian, CentOS, Fedora, Elementary OS, Raspbian (32-bit only), Arch, Windows, macOS, Android, iOS, Chromebook, PS4, Xbox, Nintendo Switch e Blackberry.

Teste a ExpressVPN no Linux

Atualização de abril 2021: O ExpressVPN reduziu os preços, por um tempo limitado, para somente $6,67 por mês + 3 meses extras grátis com o plano de 1 ano! Esta é uma oferta limitada, por isso não se esqueça de aproveitá-la antes que acabe. Veja mais informações sobre esta oferta aqui.

2. CyberGhost – Servidores dedicados a streaming para o seu rápido acesso às mídias de sua preferência

Principais Recursos:

  • Mais de 5.500 servidores globais em mais de 90 países.
  • Largura de banda ilimitada para streaming contínuo no seu dispositivo Linux.
  • Conecte a VPN em até 7 dispositivos ao mesmo tempo.
  • Garantia de 45 dias de reembolso.
  • Serviço de atendimento ao cliente por e-mail e chat.

Eu sou um grande fã do aplicativo do CyberGhost para o Linux, uma vez que ele não apenas mantém os principais recursos das versões para Windows e Mac, como também conta com alguns extras que tornam o seu uso mais agradável. O seu principal recurso são os servidores dedicados especialmente otimizados para redes específicas de streaming, assegurando um acesso mais confiável e a qualidade mais alta possível. Você pode facilmente se conectar a qualquer um deles digitando um simples comando como “sudo cyberghostvpn –streaming ‘Hulu’ –country-code US –connect” – basta substituir ‘Hulu’ e ‘US’ pela plataforma e respectivo código do país ao qual deseja se conectar. Acessar o seu serviço de streaming favorito fica extremamente simples dessa maneira.

Captura de tela dos servidores de streaming dedicados da CyberGhost no Linux.
Fiquei feliz de saber que os servidores dedicados a streaming do CyberGhost estavam disponíveis no Linux

Você pode se conectar a diversos serviços de streaming, incluindo a Netflix dos EUA, Reino Unido, Alemanha e França, o Hulu, HBO Max, Disney+ dos EUA e Itália. Eu fiz o teste assistindo a Arrested Development, Palm Springs, Westworld e Hamilton – todos carregaram direto, em qualidade Full HD e com buffer de apenas até 3 segundos. Fiquei impressionado em como esses servidores dedicados dão a você acesso confiável a todos esses serviços, e curti eles terem levado esse recurso junto para o Linux.

Eu achei os recursos de segurança do CyberGhost tão avançados quanto a sua capacidade de furar bloqueios geográficos. Você pode acessar os protocolos OpenVPN, WireGuard, PPTP, IPSec e L2TP, todos com criptografia AES de 256 bits que mantém os seus dados protegidos contra olhares mal-intencionados. O kill switch integrado garante a sua desconexão automática da internet se por um acaso sua VPN cair, impedindo o vazamento acidental da sua verdadeira identidade.

Minhas velocidades foram significativamente mais lentas com o CyberGhost do que com a ExpressVPN, atingindo uma média um pouco acima de 100Mbps com os servidores normais e de cerca de 70Mbps com os dedicados a streaming. Mesmo assim, como ele ainda é suficientemente rápido para qualquer uma de suas atividades online mais pesadas, esse acaba sendo um pequeno detalhe.

Você pode experimentar os servidores otimizados para streaming do CyberGhost por 45 dias grátis com a sua garantia de reembolso. Isso é tempo suficiente para conferir como ele se sai em diversas distros Linux e em todos os seus dispositivos. Eu mesmo testei a política assinando o plano de 1 mês e depois contatando o atendimento ao cliente pelo chat ao vivo. O atendente tentou me convencer a não abandonar o serviço, mas processou a minha solicitação imediatamente depois que reiterei que queria apenas o reembolso. A transferência do dinheiro foi feita na minha conta em apenas 3 dias!

O CyberGhost desbloqueia: Netflix, Disney+, HBO Max, Amazon Prime Video, BBC iPlayer, Vudu, SkyTV, Showtime, ESPN, Spotify, entre outros.

O CyberGhost é compatível com: Ubuntu, CentOS, Fedora, Linux Mint, Kali, Windows, macOS, Android, iOS, Chromebook, PS4, Xbox One e Nintendo Switch.

Teste o CyberGhost no Linux

Atualização de abril 2021: O CyberGhost reduziu os preços, por um tempo limitado, para somente $2,25 por mês + 3 meses extras grátis com o plano de 3 anos (você pode economizar até 83%)! Esta é uma oferta limitada, por isso não se esqueça de aproveitá-la antes que acabe. Veja mais informações sobre esta oferta aqui.

3. PIA – Uma GUI fácil de usar no Linux

Principais Recursos:

  • Mais de 11.000 servidores globais em mais de 70 países.
  • Consumo de dados sem restrições para transferências ilimitadas no Linux.
  • Conecte a VPN em até 11 dispositivos ao mesmo tempo.
  • Garantia de 30 dias de reembolso.
  • Atendimento ao cliente por envio de formulário ou chat ao vivo 24/7.

Se você já é um usuário do Linux, então é provável que já tenha alguma familiaridade com a linha de comando. Mesmo assim, se preferir uma GUI (sigla em inglês para Interface Gráfica do Usuário), a PIA oferece o suporte ao aplicativo necessário. A instalação inicial exige um pouco do uso da CLI, mas você pode mudar todas as configurações e se conectar com apenas alguns cliques depois. Se preferir, todas as mudanças ainda podem ser feitas através da CLI, mas é bom poder ter a escolha de uma interface normal se quiser uma rápida visão geral de todas as opções.

Captura de tela da interface gráfica do usuário da PIA no Linux.
A PIA é a única VPN dessa lista cuja versão para Linux traz a opção de uma GUI

O aplicativo da PIA permite modificar muitos de seus recursos de segurança: você pode escolher entre os protocolos OpenVPN e WireGuard, ajustar a força da criptografia e até mesmo as configurações do handshake (o modo como a VPN e o servidor trocam chaves secretas para estabelecer a conexão). Com a possibilidade de editar essas configurações, fica fácil encontrar o balanço ideal entre velocidade e segurança, ou priorizar um sobre o outro para fins específicos.

Se proteger a sua privacidade é uma prioridade, uma desvantagem da PIA é que ela está baseada nos EUA, um país que mantém acordos de inteligência para o compartilhamento de informações com outros países, membro das Alianças 5, 9 e 14 Olhos (em inglês, 5/9/14 Eyes Alliances). Em contrapartida, a PIA realmente impõe sua política contra registros (em inglês, no-log policy), algo que pôde ser comprovado quando o governo russo não conseguiu recuperar nenhum dado do usuário depois de tomar um de seus servidores. Logo depois de receber uma ordem do governo de que todos os provedores de VPN no país teriam que armazenar logs de tráfego, a PIA removeu toda a sua infraestrutura de lá. Os usuários do Linux também ficarão felizes em saber que a PIA abriu o código por trás de todos os seus aplicativos; isso significa que você pode ter uma ideia melhor de qual código está sendo executado no seu dispositivo.

Você pode experimentar a interface gráfica da PIA no Linux por 30 dias grátis com a sua garantia de reembolso. Eu fiz o teste assinando o plano de um mês antes de entrar em contato com o atendimento ao cliente deles. Eles me perguntaram por que eu queria o reembolso, mas não insistiram e confirmaram meu pedido logo em seguida. Recebi meu dinheiro de volta na semana seguinte.

A PIA desbloqueia: Netflix, Amazon Prime Video, ESPN, Showtime, entre outros.

A PIA é compatível com: Ubuntu, Debian, Linux Mint, Arch, Windows, Mac, Android, iOS, Chrome, Firefox e Opera.

Teste a PIA no Linux

Obtenha a última oferta da PIA! Apenas durante um período limitado, poupe 77% + 2 meses adicionais de utilização gratuita com o plano de 2 anos. Adira já a esta oferta aqui!

4. VyprVPN – Dono de 100% da sua infraestrutura de servidores para maior segurança

Principais Recursos:

  • Mais de 700 servidores em mais de 60 países.
  • Consumo de dados livre para navegação ininterrupta no Linux.
  • Proteja até 5 dispositivos ao mesmo tempo.
  • Garantia de 30 dias de reembolso.
  • Atendimento ao cliente por e-mail, fórum e chat ao vivo 24/7.

O VyprVPN é uma das extremamente poucas VPNs proprietárias de 100% de sua infraestrutura de servidores, controlando ambos hardware e software. Isso pode ser traduzido em maior segurança, uma vez que os dados do usuário nunca passam por nenhum local de servidor externo. O VyprVPn também criou o seu próprio DNS privado, de conhecimento zero, em vez de depender de endereços do DNS dos provedores de internet ou de terceiros. Esses recursos ajudam a fazer dele uma VPN altamente segura para Linux.

Embora o VyprVPN tenha mantido logs dos IPs de origem dos clientes até 2018, ele optou por não manter mais registro algum com base no feedback de seus usuários. Em seguida, contratou os serviços da Leviathan Security para fazer uma auditoria independente e certificar-se de que nenhuma informação pessoalmente identificável estava sendo coletada, e passou no teste.

Sem dúvida, o VyprVPN tem o pacote de recursos de segurança que você espera de uma VPN premium, incluindo diversos protocolos (OpenVPN, L2TP/IPsec e PPTP), criptografia robusta para ocultar os seus dados, e um kill switch para impedir o vazamento de dados.

A principal desvantagem do VyprVPN é que ele tem a menor rede de servidores dessa lista. Uma rede mais ampla ajuda a reduzir o congestionamento nos servidores individuais, impedindo que a velocidade e o desempenho sejam afetados de forma negativa. Felizmente, ela ainda é grande o suficiente, abrangendo muitos dos países mais populares. Você pode verificar se o VyprVPN oferece as localidades que deseja acessar conferindo a sua lista de servidores.

Você pode experimentar os servidores seguros do VyprVPN por 30 dias grátis contando com a sua garantia de reembolso. Conseguir a devolução do seu dinheiro não deverá ser nenhum problema graças ao seu rápido atendimento ao cliente pelo chat online 24 horas ou por e-mail. Eu mesmo testei o serviço e posso confirmar que funciona sem qualquer inconveniente. Uma outra vantagem é que o atendimento do VyprVPN também está disponível em português.

O VyprVPN desbloqueia: Netflix, Disney+, HBO Max, Hulu, entre outros.

O VyprVPN é compatível com: Ubuntu, Linux Mint, Windows, macOS, Android, iOS, Chromebook, Apple TV, Android TV, Fire Stick e Kodi.

Teste o VyprVPN no Linux

5. Hotspot Shield – O seu próprio protocolo licenciado de alta velocidade mantém o Linux protegido

Principais Recursos:

  • Mais de 3.200 servidores em mais de 80 países.
  • Largura de banda livre para uso ilimitado no Linux.
  • Conecte a VPN em até 5 dispositivos ao mesmo tempo.
  • Garantia de 45 dias de reembolso.
  • Atendimento ao cliente e chat ao vivo 24/7.

O Hotspot Shield é uma excelente opção para usuários do Linux que anseiam por velocidade, mas sem arriscar a sua segurança. Seu protocolo licenciado Hydra foi otimizado para conexões rápidas e seguras, com estimativas de que consegue ser 2.4x mais veloz do que o OpenVPN – com um desempenho supostamente eficaz sobre conexões à longa distância, em especial.

Eu testei o Hotspot Shield no Ubuntu e atingi uma velocidade média de 148Mbos, sendo 171Mbps a mais rápida com o meu servidor local de Berlim, e 135Mbps a mais lenta por Nova York. Embora tais resultados não façam dele a VPN mais rápida dessa lista, essas velocidades ainda são boas o suficiente para navegação, download e streaming à vontade.

Uma desvantagem é que o Hotspot Shield protagonizou um pequeno escândalo de privacidade em 2016, quando o CDT (da sigla em inglês para Centro pela Democracia e Tecnologia) flagrou o provedor redirecionando os usuários para sites de e-commerce e instalando JavaScript para fins de anúncios e rastreamento. Porém, eles afirmaram que essas alegações não foram comprovadas, e esse tipo de atividade parece ter parado.

Você pode experimentar os servidores de alta velocidade do Hotspot Shield por 45 dias grátis com a sua garantia de devolução do dinheiro. Basta enviar o seu pedido de reembolso através do formulário de contato e um agente do atendimento ao cliente deverá responder em até 24 horas com a confirmação. É um jeito rápido e fácil de conseguir o seu dinheiro de volta.

O Hotspot Shield desbloqueia: Netflix, Disney+, Hulu, Amazon Prime Video, entre outros.

O Hotspot Shield é compatível com: Ubuntu, Debian, CentOS, Fedora, Windows, macOS, Android, iOS e Chrome.

Teste o Hotspot Shield no Linux

Por Que Você Precisa de uma VPN para Linux?

O Linux pode ser mais seguro do que o Windows, mas ele ainda deixa seu dispositivo exposto a muitas ameaças online se você não tomar as devidas precauções. Aqui estão apenas alguns motivos pelos quais usar uma VPN no Linux é uma boa ideia:

  • Maior privacidade – A sua conexão é continuamente rastreada na web através do seu endereço IP e outros dados quando você não tem uma VPN. Anunciantes e o seu próprio provedor de internet são apenas algumas das partes interessadas por trás disso. Qualquer uma dessas VPNs para Linux pode manter o seu anonimato online e proteger a privacidade das suas atividades, uma vez que todas têm políticas contra o registro de dados do usuário (em inglês, no-logs policy).
  • Maior segurança – É aconselhável que todos os seus dados sejam encriptados quando você estiver online, especialmente se estiver utilizando uma rede pública. Usuários maliciosos compartilhando essa mesma rede podem coletar dados de natureza sensível ou até mesmo hackear o seu dispositivo se ele não estiver conectado a uma boa VPN.
  • Conteúdo desbloqueado – Para conseguir acessar bibliotecas globais da Netflix, HBO, Hulu, entre outras, você terá que substituir o seu endereço IP por outro de um país diferente. A VPN faz isso em segundos, permitindo ao usuário assistir montanhas de conteúdo previamente bloqueado. Você pode até mesmo usar uma VPN em países com restrições online para contorná-las e navegar com tranquilidade pela web.
  • Torrent seguro – Se você baixa torrents que possam infringir direitos autorais, ter uma VPN é essencial. Sem a sua proteção, o seu endereço IP verdadeiro é exposto a outros usuários durante o torrent, o que pode levar ao vazamento da sua identidade e à emissão de uma multa bem salgada.

Proteja-se com a ExpressVPN

Como Escolher a Melhor VPN para Linux

Para manter a sua segurança online e ao mesmo tempo garantir a melhor experiência usando o Linux, você deve procurar por:

  • Compatibilidade comprovada com o LinuxMuitas VPNs têm versões para Windows e Mac, mas o Linux é normalmente deixado de fora. Certifique-se de que a VPN de sua preferência seja, de fato, compatível com o Linux (como todas presentes nessa lista).
  • Segurança de ponta – Sua VPN deve funcionar com diversos protocolos de criptografia atuais (incluindo, preferencialmente, o OpenVPN) de pelo menos AES-256 bits, além de contar com um kill switch, firewall, e uma política contra o registro de dados do usuário.
  • Servidores rápidos – Você não quer uma VPN que piore o seu desempenho. Um provedor rápido permitirá navegação, downloads e streaming sem atrasos.
  • Capacidade para desbloquear conteúdo protegido por bloqueios geográficos – Desbloqueando sites de streaming como a Netflix, ou contornando restrições governamentais como as da China, a sua VPN deve continuamente permitir o seu acesso a todas as informações que você quiser.
  • Torrent seguro – Uma VPN de qualidade manterá o seu endereço IP anônimo durante o torrent, impedindo que o seu provedor de internet e detentores de direitos autorais rastreiem suas atividades.
  • Políticas de privacidade rigorosas – Certifique-se de que a sua VPN tenha uma política robusta contra o registro de dados e um histórico comprovado de proteção à privacidade do usuário. Se ela tiver sido inspecionada por uma auditoria independente, melhor ainda.
  • Atendimento ao cliente 24 horas, 7 dias por semana – Para que você possa resolver qualquer problema técnico rapidamente.

Obtenha já a ExpressVPN!

Perguntas Frequentes: Linux e VPN

🤑 Posso usar uma VPN grátis no meu Linux?

Existem algumas boas VPNs para Linux grátis, mas eu recomendo evitar qualquer outra por vários motivos, uma vez que provedores gratuitos:

  • Têm limites de velocidade e de banda, levando a um streaming de baixa qualidade, downloads e navegação mais lentos.
  • Impõem limites de dados apertados, dando a você um tempo restrito para usar a conexão e até mesmo interrompendo as suas atividades bem no meio, seja lá o que esteja fazendo.
  • Têm uma segurança pior, incluindo criptografia fraca e ausência de recursos mais robustos, como um kill switch ou proteção contra vazamentos, colocando os seus dados em risco.
  • Não conseguem desbloquear serviços de streaming e restringem o que você pode assistir online devido à falta de endereços IP disponíveis.
  • Enfrentam altos períodos de inatividade dos servidores (latência), resultando no ‘congelamento’ de chamadas de voz e vídeo, buffer durante o streaming e games mais lentos online.
  • Expõem a sua privacidade, coletando os seus dados e vendendo-os a anunciantes.
  • Vendem sua largura de banda para usuários premium ou terceiros, que podem utilizá-la de má fé sem que você saiba.
  • Limitam suas versões somente para Windows e Mac, com uma porta para Linux sendo completamente ignorada.
  • Oferecem atendimento ao cliente limitado ou inexistente, de modo que você talvez nunca receba a assistência necessária caso enfrente algum tipo de problema.

É possível evitar todos esses problemas utilizando uma VPN para Linux de boa qualidade. Com a ExpressVPN, você pode navegar com a sua privacidade protegida em seus servidores de alta velocidade, com baixa latência, e até mesmo acessar uma série de sites populares de streaming. Embora todos esses recursos já estejam disponíveis a um preço acessível, há a opção de testá-los sem nenhum compromisso com a sua política comprovada de reembolso. Veja com os seus próprios olhos – experimente a ExpressVPN por 30 dias com a sua garantia de devolução do dinheiro.

Obtenha já a ExpressVPN!

🙃 Quais VPN para Linux eu devo evitar?

Existem 3 VPNs que você deve evitar no seu Linux:

  • USAIP – Sua última versão suporta apenas o protocolo de criptografia menos seguro, o PPTP, sem uma política clara contra o registro de dados, nem um aplicativo nativo para o Linux.
  • A VPN Grátis do Opera – Essa não é uma VPN, mas um serviço de proxy HTTPS que só encripta o tráfego do seu navegador. Comparada a todas as outras VPNs que testei dessa página, ela oferece velocidades bem mais lentas.
  • PrivateVPN – Embora a PrivateVPN seja uma ótima escolha para Windows e Mac, eu não posso recomendá-la uma vez que não oferece um aplicativo nativo para o Linux.

🤓 Como eu configuro manualmente uma VPN no Linux?

Você pode configurar uma VPN no seu dispositivo Linux de diferentes maneiras, dependendo da distro que escolheu. Lembre-se de que esse é um processo um pouquinho mais complicado do que a configuração básica num Windows ou macOS.

Eu recomendo visitar o website da VPN escolhida e conferir o seu guia de instalação passo a passo para Linux – seguindo as suas simples instruções, você deve ter a VPN de sua preferência pronta para uso em menos de 5 minutos.

Instale a ExpressVPN no Linux

😍 Posso usar uma VPN no Linux para fazer torrent com segurança?

Sim, baixar torrents anonimamente no Linux com uma VPN de qualidade é possível. Sempre que você se conecta a uma rede virtual privada, o seu endereço IP é substituído por um IP novo, e qualquer pessoa ou entidade que porventura esteja rastreando as atividades desse IP não conseguirá associá-las ao IP original. Isso significa que você pode baixar quantos torrents quiser sem se preocupar com a sua segurança online.

😎 Qual criptografia de VPN devo usar com o Linux?

Eu recomendo o OpenVPN como o protocolo de criptografia primário no Linux. Embora ele não seja necessariamente o mais rápido de todos para uma VPN, ele é o único considerado seguro em termos gerais, mesmo contra agências governamentais, como a norte-americana NSA. Se o OpenVPN não faz parte dos recursos originais de uma VPN, você também pode baixar um arquivo .ovpn para os seus servidores e manualmente configurá-lo no Linux.

Outra opção é tentar o novo e rápido protocolo WireGuard (suportado por diversas VPNs dessa lista), mas ele não foi tão extensivamente testado quanto o OpenVPN. Até que evidências mais conclusivas sobre a segurança do WireGuard estejam disponíveis, eu recomendo optar pelo OpenVPN quando possível.

Teste o Linux com a ExpressVPN

Proteja a Instalação do Seu Linux com uma VPN Top de Linha

O Linux pode até ser mais seguro do que o Windows e Mac, mas você ainda pode se tornar uma vítima de diversos tipos de crimes cibernéticos sem uma VPN. Caso valorize a sua privacidade e a sua segurança online e queira evitar a vigilância do seu provedor de internet, de hackers, ou até mesmo do governo, ter uma VPN é essencial.

E, mesmo que a sua segurança enquanto navega não faça exatamente parte das suas prioridades, uma VPN dá a você muito mais liberdade online. Além de desbloquear uma série de serviços de streaming, como a Netflix e sites de notícias do mundo todo, uma rede privada de qualidade permite até mesmo contornar restrições de acesso impostas por governos. Porém, certifique-se de que o seu provedor ofereça um cliente nativo de Linux para facilitar a sua instalação e uso em geral.

Depois de testar diversas VPNs para Linux, eu recomendo a ExpressVPN como minha escolha Nº1. Ela tem servidores de alta velocidade, suporte a uma série de distros, e um cliente nativo com pacote de comandos simples para que possa se conectar facilmente. Faça o teste – você pode experimentar a ExpressVPN por 30 dias com a sua garantia de reembolso.

Obtenha já a ExpressVPN!


Em resumo – Essas são as melhores VPN para Linux em 2021

Classificação
Provedor
Nossa pontuação
Preço
Preferido
1.
Preferido
ExpressVPN
$6.67 / mês
Economize 48%
Preferido
2.
Preferido
CyberGhost VPN
$2.25 / mês
Economize 83%
Preferido
3.
Preferido
Private Internet Access
$2.69 / mês
Economize 77%
Gostou desse artigo? Avalie!
Eu detestei Eu não gostei Achei razoável Muito bom! Eu adorei!
4.10 Votado por 2 usuários
Título
Comentar
Obrigado por seu feedback
Eric Ribeiro
Eric é um escritor de tecnologia e um early adopter que gosta de explorar as novidades da indústria. Faz o possível para manter sua privacidade online e acredita que, assim como no mundo real, todos devem poder escolher quem tem acesso às vidas suas privadas.