Guia de Mudança: o que Considerar ao Mudar para Outro País

Published by Gray Williams on março 21, 2019

A ideia de mudar-se temporariamente para outro país no objetivo de desenvolver sua carreira e qualidade de vida costuma criar uma sensação de empolgação misturada com preocupação. A perspectiva de conhecer culturas distantes e novas pessoas em meio ao seu desenvolvimento financeiro ou pessoal, às vezes, perde terreno durante um processo de preparação tedioso e contínuo.
Guide to relocationVocê talvez se pergunte que tipo de visto deve obter, se sua esposa ou parceiro poderá trabalhar, como evitar as dificuldades de adaptação, e se essa mudança será considerada bem-sucedida em retrospectiva.

As seguintes dicas e informações ajudarão a compreender o que deve ser levado em consideração, antes de você arrumar suas malas para embarcar em uma jornada rumo a outro país e a uma vida nova.

1 Fonte de renda

O primeiro passo da preparação para a mudança é certificar-se de que você possua uma perspectiva de renda suficiente onde planeja ou almeja viver. Embora em muitas ocasiões a decisão de mudar-se seja tomada após o recebimento de uma oferta para assumir uma posição tentadora e recompensadora no exterior, mesmo que você não possua uma oferta de trabalho garantida e pretenda partir nessa jornada independentemente para estudar, integrar-se com a indústria local ou seguir seu coração – a base da sua estadia será sua capacidade de autossuficiência.

A busca começa muito antes da sua mudança efetiva, através da pesquisa das leis trabalhistas em seu destino preferido, bem como as perspectivas de obter um visto ou uma permissão de trabalho. Busque online em sites de empregos que ofereçam vagas no exterior, contate empresas de recursos humanos que sejam especializadas na sua área e pesquise grupos nas redes sociais que ofereçam vagas no seu destino desejado. Considere o fato de que, se e quando você encontrar um empregador que fique suficientemente impressionado com seu perfil a ponto de pedir às autoridades para contratá-lo, seu caminho para receber um visto de trabalho será muito mais curto.

Uma ótima dica que você pode usar é entrar em contato com organizações internacionais como “Anistia Internacional” ou “Cruz Vermelha”, as quais costumam contratar funcionários de diferentes países e com experiências diversas. Outro método para ampliar sua busca é conectar-se, no seu destino, com uma comunidade de cidadãos do seu país de origem, e descobrir se eles pretendem contratar alguém. Mesmo que isso não seja relevante no seu caso, caso você tenha recebido uma oferta de cargo em uma expansão ou filial da sua empresa no exterior, esse tipo de consulta pode ser necessário para sua parceira(o), que precisará desenvolver a carreira dela/dele paralelamente à sua.

Vale a pena manter em mente que as empresas que oferecem a possibilidade de mudança aos seus funcionários precisam alocar grandes quantias para financiar as despesas que podem estar envolvidas, além do pagamento de salário, bem como vistos, moradia, viagens – e mais. Portanto, essas empresas esperam que seus gastos sejam acertados e recompensados no tempo certo. Para o funcionário, isso significa que a contrapartida dessas despesas consideráveis será demonstrar um alto nível de comprometimento, apresentar bons resultados, oferecer disponibilidade máxima e investir muito tempo e esforço.

2 Documentação, burocracia e registro

Visto

visaEmitir um visto e autorizações de permanência para você e às pessoas que viajarem em sua companhia é o próximo passo necessário. Existem empresas que também cuidam da emissão da permissão de trabalho para seu parceiro(a), além da sua — e o ideal é que você insista nisso durante as negociações. A maioria dos países oferece e concede tipos de vistos para diversos objetivos além de imigração e turismo, e você deverá conferir o site oficial da embaixada do seu país de destino para obter informações essenciais.

Os vistos de trabalho são ocasionalmente concedidos sob a condição de algum nível específico de formação, grau acadêmico ou experiência profissional prévia. Seus empregadores no exterior deverão comprovar que seu futuro salário será equivalente ao salário padrão da área específica. É importante compreender que um visto temporário não é uma questão unificada, podendo ser dividido em objetivos individuais, como formação de acadêmicos, comércio e negócios, investimento e atividade empresarial. Um visto de trabalho pode ser dependente da escassez de mão de obra em alguma área particular, da necessidade de especialistas profissionais ou funcionários seniores, ou do reconhecimento de uma capacidade excepcional, como nos casos de artistas e atletas profissionais.

Leve em consideração o fato de que, se você se mudar para um destino na Europa e possuir passaporte da União Europeia, obter um visto será muito mais fácil. Para aqueles de vocês que são estudantes e que desejam estudar no exterior, os vistos de estudante também são concedidos sob diferentes condições e formatos. Nos EUA, por exemplo, você pode ser elegível para obter um visto de estudante para estudos acadêmicos ou mesmo estudos não acadêmicos. Alguns dos vistos de estudante permitem que você trabalhe meio período no campus.

Educação

educationApós receber seu desejado e aguardado visto, outro componente vital do processo de preparação da mudança pelas famílias é obviamente a questão da educação. É melhor saber com antecedência em quais instituições educacionais você pode matricular seus filhos. Normalmente, você poderá escolher entre diversas instituições públicas e privadas com padrões e níveis variados, sendo que os valores nas instituições privadas podem variar entre US$ 2.000 e mais de US$ 10.000 por mês em um país como os Estados Unidos.

Em algumas das instituições, os estudos incluem transporte de ida e volta à escola – é melhor esclarecer essa questão antecipadamente, para melhor compreender suas obrigações diárias. Há ainda instituições educacionais privadas que são associadas ou pertencem a religiões específicas, bem como instituições internacionais que incluem a prática de inglês e escolas especializadas em temas específicos, como ciência ou artes. É importante que você contate essas instituições o mais brevemente possível, antes de chegar ao seu destino. Conheça seus critérios de admissão, custos de estudo e plano de ensino, de acordo com a idade e a série dos seus filhos.

Impostos

taxesO imposto de renda é outro fator a ser examinado previamente, e principalmente no seu país de residência atual, pois há países que exigem que seus cidadãos paguem imposto de renda independentemente da origem da renda, bem como façam o envio de relatórios. Essas condições podem ser um pouco complexas para as pessoas comuns, e pode ser melhor consultar um contador ou conselheiro fiscal antes da sua partida, para que você não acabe ficando em uma situação na qual precise pagar dois impostos de renda – tanto no seu destino quanto no seu país natal.

Saúde

HealthA saúde pública e os serviços de saúde são outras questões que devem ser abordadas de forma série e profunda antes da sua mudança. Seja seu destino um país ocidental ou uma nação em desenvolvimento, você deverá adquirir um seguro de saúde para si mesmo e para as pessoas que viajarem em sua companhia – recomenda-se fazer isso no seu país de origem, junto a uma empresa que fale sua língua nativa e que esteja disponível 24/7.

Considere o fato de que, mesmo que seu país de destino conte com seguro médico público ou estadual que inclua imigrantes e residentes permanentes, como o Canadá, você não estará coberto desde o início da sua estadia, ou a cobertura médica será insuficiente. Em relação a isso, também é importante que você não acumule dívidas de seguro médico ou social no seu país de origem enquanto estiver no exterior. A melhor opção é esclarecer seus direitos com antecedência.

Pensão

PensionCertifique-se de que você e seus empregadores continuem poupando fundos suficientes ao seu fundo de pensão, para que você esteja coberto, caso perca sua capacidade de trabalhar. Descubra se você poderá abrir uma conta poupança para pensão em seu destino, ou continue reservando fundos de pensão com uma empresa em seu país de residência original.

Atente-se para o fato de que, algumas vezes, isso não é possível, pois suas relações profissionais com a empresa local podem se desfazer, mesmo que você passe a trabalhar em outra filial dela. É aconselhável verificar se você perderá sua cobertura de seguro enquanto estiver no exterior, caso não reserve fundos para seu fundo de pensão, mesmo se ele ainda contiver dinheiro e você estiver recebendo cobranças de taxas de administração.

3 Preparativos Adicionais

No caso de não receber todas as suas correspondências através de um serviço de e-mail, você deverá atualizar seu endereço no seu país de residência original para um endereço onde seja certo de que suas cartas serão coletadas, para que você não perca informações importantes. Se a decisão de se mudar já tiver sido tomada, lembre-se de obter uma carteira de habilitação internacional, cancelar serviços como assinaturas de TV e seguro de carro, os quais você não precisará no período à frente, e vender ou armazenar itens que não serão usados no futuro próximo.

Cálculos de despesas para uma mudança relativa a trabalho

workSe lhe oferecerem um ótimo salário e ótimas condições de trabalho, e se planeja ganhar bem e até mesmo economizar, você está no caminho certo; porém, sempre precisamos nos preparar para uma longa estadia em um país estrangeiro, conhecendo os custos médios de vida, incluindo preços de aluguel e residência, alimentação, transporte, educação e lazer, bem como os custos de entretenimento. Existem empresas que assumem despesas de vida adicionais, como habitação, educação e aluguel de carros, mas esse nem sempre é o caso.

Se, por exemplo, você ganha US$ 11.000 por mês, que é a renda média de um engenheiro-desenvolvedor de algoritmos nos Estados Unidos, essa quantia pode parecer ótima – mas, se considerarmos despesas educacionais, despesas correntes, seguros etc., seu salário poderá repentinamente não parecer tão alto. Você também deve adicionar aos seus cálculos as despesas de viagem e estadia que ocorrerão ao visitar sua terra natal ocasionalmente, bem como os custos de transporte, despacho ou armazenamento de seus bens e pertences pessoais.

Cálculos de despesas para uma mudança relativa a estudo

studyCaso sua mudança seja com fins de estudo, o processo deve começar pela descoberta dos requisitos de admissão e das taxas de ensino das instituições acadêmicas específicas pretendidas, os quais podem ser muito diferentes umas das outras — inclusive no mesmo país. Você pode ser solicitado a enviar diversos documentos acompanhados por uma tradução autenticada, e os custos gerais que surgirão durante suas admissões podem ser maiores do que o originalmente esperado.

É aconselhável que você entre em contato com fundos que concedem bolsas de estudo para estudantes e que podem fornecer uma certa quantia para seus custos de moradia e/ou despesas de ensino. Em alguns países, o visto de estudante permitirá que você obtenha um emprego de meio período, o qual poderá não cobrir todas as suas despesas, mas proporcionará algum dinheiro. Considere essa jornada para forçar você a usar suas economias de modo a financiar sua longa permanência

Uma das análises mais importantes que você deve fazer antes de decidir se mudar com essa finalidade é se seu país natal reconhece ou não os graus acadêmicos obtidos no seu país de destino, e quais modificações ou complementos você pode ser obrigado a fazer quando retornar ao seu país de origem, caso queira prosseguir na sua profissão recém-adquirida.

Conhecendo seu destino

destinationO famoso provérbio “quando em Roma, faça como os romanos” é ainda mais relevante para aqueles que planejam ficar por um longo período em um destino estrangeiro. Caso pretenda se mudar a trabalho, você deverá adquirir uma boa compreensão da cultura corporativa local, a qual pode ser diferente daquela com a qual você está acostumado – incluindo desde códigos de vestimenta até gestos não verbais. Essa medida não é apenas considerada mais educada, como também afeta diretamente seu sucesso corporativo, além de apresentá-lo de maneira mais profissional. Informações sobre culturas estrangeiras podem ser encontradas em diversos sites relacionados e também em grupos relevantes nas redes sociais, os quais geralmente terão prazer em compartilhar informações com você.

Uma ótima dica para conhecer seu destino é usar uma hashtag do nome da cidade e de áreas de interesse relevantes que tenham algo a ver com o tema de mudança, através do uso das suas contas nas redes sociais, como Twitter e Facebook. O uso desse método revelará uma grande quantidade de informações sobre o destino no qual você residirá, bem como o ajudará a descobrir o que as pessoas têm a dizer sobre assuntos intimamente relacionados a você. Conhecer a região, o clima local e as normas sociais é uma ferramenta principal na adaptação a um lugar novo. Caso sua família ainda não tenha viajado ao destino para o qual você planeja se mudar, é aconselhável viajar com seus filhos como um passo preliminar, a fim de estabelecer as bases para a futura mudança, bem como conhecer a cultura local.

Aprendendo o idioma

languageCaso pretenda se mudar sozinho para um país de sua língua nativa, é provável que você considere mais fácil de se adaptar a ele, mas uma mudança familiar para um país não falante do seu idioma exige uma preparação mais adequada. Usar seu idioma nativo no seu novo local de trabalho ou na escola na qual você matriculará seus filhos — mesmo que ele seja habitual — não é suficiente em países que falam diferentes idiomas. Você ficará isolado e incapaz de se comunicar com o ambiente local ao seu redor.

Como etapa preliminar, é melhor começar a aprender e praticar a língua nativa básica falada no seu futuro destino, através de um curso específico, por meio de um app de aprendizagem de idiomas e através da interação com pessoas que falam a língua.

Aclimatação da Família

FamilyMuitas mudanças terminam prematuramente devido à incapacidade da família de se adaptar ao novo ambiente. Ao contrário de algumas opiniões, uma mudança não é o mesmo que uma visita turística prolongada. Mudar-se para um país diferente durante um ano ou mais requer a criação de uma rotina diária que nem sempre é tão empolgante quanto um período de férias curtas em um país estrangeiro. É importante envolver os membros da sua família em cada passo do processo, o que também inclui as crianças. Consulte-as sobre a matrícula em escolas e creches, e permita-lhes entender que elas fazem parte integral da missão.

Outro fator importante para o sucesso da mudança é o emprego do cônjuge da pessoa que é enviada para trabalhar no exterior – e você deve ter em mente que, quando o cônjuge não está trabalhando, as chances de sucesso certamente diminuem. Mesmo que sua parceira(o) não tenha arranjado emprego antes de partir para o destino, é possível encontrar novas oportunidades de negócio após a mudança – talvez algumas que você não tenha considerado antes, como abrir uma loja virtual, criar um blog e outras opções disponíveis dentro dos meios de subsistência disponíveis na “aldeia global”.

Não se esqueça dos outros familiares que ficaram para trás, os quais podem se sentir desconectados ou confusos como resultado da sua mudança. Manter uma conexão contínua com os membros da família que ficaram na sua terra natal e, especialmente, quando há crianças envolvidas, é um componente importante para seus sentimentos de estabilidade e identidade, enquanto você tenta estabelecer uma nova vida em algum lugar no exterior. Certifique-se de que estejam disponíveis diversos meios de comunicação para ambas as partes, como WhatsApp e Skype, e agende conversas de rotina para ajudar a manter o contato e a comunicação entre vocês durante o processo.

4 Criando contatos e relacionamentos sociais

Apesar dos esforços para manter vínculos com amigos e parentes na sua terra natal, o período de adaptação a uma nova cultura e idioma pode ser difícil e desafiador. Você pode se sentir isolado e desenvolver uma sensação de estranheza no seu destino. Aproximar-se de conhecidos e usar as redes sociais para conhecer mais pessoas que se mudaram para o mesmo país que o seu é uma excelente ideia.

Locais com grandes comunidades de pessoas transferidas normalmente contam com grupos de Facebook específicos para reuni-las – e você certamente deve participar deles. É neles que você provavelmente encontrará as melhores dicas daqueles que já fizeram o que você começou a fazer ou planeja realizar. Quando chegar ao seu destino, invista tempo na criação de uma rede de apoio social que não seja apenas digital. Estão disponíveis diferentes opções para você sair com seu cônjuge e filhos para desfrutar alguma atividade esportiva comunitária ou diferentes aulas e cursos, a fim de conhecer novas pessoas e se integrar à cultura local.

Comunicação

socialUma das coisas que você mais precisará quando morar fora do seu país é um senso de localidade — e isso se aplica à mídia que você consome. Quando você acessar seu computador a partir de um destino diferente, a rede identificará sua localização e apresentará um motor de busca e resultados de sites modificados para a localização a partir da qual sua navegação é realizada. Subsequentemente, isso afetará as informações às quais você será exposto, bem como a segurança delas e os preços dos diversos serviços oferecidos. A empresa na qual você trabalha também é afetada pelas informações da sua localização, pois as empresas se protegem em uma rede privada, à qual todos os computadores do escritório estão conectados.

Todas as ações, como conectar-se a uma rede corporativa privada a distância, adquirir produtos como passagens aéreas baratas e relativas à sua localização ou assistir a conteúdos bloqueados no seu país de residência, exigirão o uso de uma VPN.

Na verdade, uma VPN consiste em uma rede privada virtual que diferentes empresas criam e fornecem acesso para você usar. A rede virtual oculta o endereço IP do seu computador e consegue contornar o bloqueio de conteúdos em serviços como NetflixHulu, os quais não estão disponíveis em outros locais.

Ela também permite que você use as redes sociais em países onde o acesso não está disponível de outra forma, além de criptografar as valiosas informações que você produz a cada vez que usa um computador ou smartphone.

5 Dicas e recomendações de especialistas em mudança

Perguntamos a especialistas em mudança quais são os principais desafios para os quais as pessoas devem se preparar adequadamente:

Peter Horsfield,
Planejador financeiro certificado da SMART Advice

Peter Horsfield

Primeiramente, planeje suas finanças.

  • Planeje a capacidade de bancar um determinado estilo de vida semelhante ao que você tem agora. Compare suas despesas gerais atuais (aluguel, gasolina, academia, escola, babá) e despesas inesperadas (tratamento médico) com os mesmos custos em sua nova localização.
  • Qual será a distância da sua nova residência para estabelecimentos e ao seu trabalho? Mudar-se para um bairro acessível, perto do trabalho e do sistema de transporte, facilitará bastante sua transição. Assim como existem países mais caros ou mais baratos a considerar, há locais caros e acessíveis em todas as cidades, estados ou províncias. Isso significa que você poderá ser capaz de se mudar para um ótimo país a um custo bem menor do que talvez tenha imaginado inicialmente.
  • Por fim, considere sua experiência – “escolha sua própria aventura”. Se você estiver se mudando sozinho, há menos questões a serem consideradas; porém, caso esteja partindo para descobrir e viver uma nova vida junto com sua família, essa é uma questão totalmente diferente.
  • Pense em cultura, estilo de vida, gastronomia, conveniências climáticas, diferentes costumes e outros aspectos.

Maurice Pronk,
Gerente de desenvolvimento de negócios da Atlas International Movers

Maurice Pronk

Quando falamos em grandes transformações, como uma mudança, um planejamento cuidadoso costuma ser o segredo do sucesso. Assim como disse Benjamin Franklin: “Falhar no planejamento é planejar-se para falhar”.

Não falhe no seu planejamento, até mesmo em relação àqueles detalhes aparentemente sem importância; você agradecerá a si mesmo quando o grande dia chegar. Confira alguns aspectos a considerar:

4 semanas antes da mudança:

  • Certifique-se de que todos os seus passaportes estejam válidos e, caso precise deles, garanta que os vistos estejam em ordem.
  • Limpe o sótão, porão ou garagem o mais rapidamente possível.
  • Se você for levar seus animais de estimação, aconselhamos que observe os regulamentos de quarentena do seu método de mudança (avião, trem, caminhão, etc.). Obtenha cópias de registros veterinários com seu veterinário.

No dia da mudança:

  • Organize-se com os vizinhos para deixar espaço de estacionamento suficiente para a remoção.
  • Prepare um “kit de sobrevivência” com todos os itens pequenos que você pode precisar ao chegar.

Ilya Longo,
Diretor da Legend Removals Ltd

Ilya Longo

Para amenizar o estresse da grande mudança, recomendamos que você considere alguns fatores.

  • Por exemplo, o clima do país ao qual você está se mudando, bem como o estilo e tamanho da casa (prédio de apartamentos? Casa de campo?). Isso irá ajudar a decidir o que você deve levar (a casa é mobiliada? Possui quintal?).
  • Isso permitirá que você saiba o que guardar, vender ou doar, bem como o que levará com você para seu novo destino de modo a garantir que sua nova casa seja o mais confortável possível quando você se mudar.

Marian White,
Escritora, especialista em mudança e autora do Moving.com

Marian White

Comece a fazer as malas com antecedência

  • Seja como for, não espere até o último minuto para começar a embalar seus pertences. Agora não é hora de procrastinar.
  • Para começar o processo, sempre recomendo limpar a casa dos itens desnecessários alguns meses antes da mudança. Isso tornará a experiência geral de fazer as malas muito mais tranquila e eficaz.
  • Assim que você doar, vender ou descartar seus pertences indesejados, comece a embalar os itens da sua casa — um cômodo por vez. Lembre-se de adiar a embalagem de itens de primeira necessidade, como produtos de higiene pessoal, roupas e brinquedos infantis, até uma semana ou duas antes da mudança.
  • Se você precisar de ajuda para embalar os itens da casa, procure contratar profissionais ou considere chamar amigos e familiares.

Kris Bondin,
CEO Austrália do Movinghub

Kris Bondin

Mudar-se para uma nova casa pode ser bastante estressante. Caso tenha se mudado algumas vezes anteriormente, você será o primeiro a concordar com isso. Com muitas partes móveis, mudar-se pode ser uma grande aventura – sem falar que ela também pode ser cara.

  • Felizmente, mudar de casa é menos estressante que antigamente, graças à tecnologia. Com diversas soluções no mercado, você talvez tenha se esquecido de como uma mudança costumava ser estressante.
  • Contar com o auxílio de profissionais de mudança quando você ainda não está pronto pode ser extremamente desafiador – por isso, é importante manter uma planta preparada. O app Floor Planner app permite que você obtenha uma ideia de cada aposento por meio de exibição em 2D e 3D, o que possibilita visualizar toda a casa primeiramente, tornando menos estressante a tarefa de levar seus pertences para dentro dela.

6 Um momento antes de partir…

Quando o assunto é mudança, uma preparação adequada é inevitável e talvez o principal parâmetro para diferenciar uma experiência boa e bem-sucedida da sensação de decepção, a qual pode eventualmente encerrar a mudança de forma prematura.

Encontre as informações relevantes para você e faça uso de uma lista de tarefas para apoiá-lo passo a passo no caminho rumo a uma excelente e bem-sucedida mudança.
moment before departing

Gray Williams
Gray Williams é um experiente engenheiro de dados e comunicações, redator de conteúdo multiplataforma e editor com grande interesse em cibersegurança. Ele pesquisa e trabalha com VPNs e outras ferramentas de privacidade online há muitos anos.