Desbloqueie o Telegram na Rússia com qualquer uma destas 5 VPNs de ponta

Published by Denise Sullivan on março 14, 2019

A censura governamental não se limita apenas ao bloqueio de blogs e sites de notícias. Às vezes, ela chega ao ponto de impedir apps que permitam que você expresse suas opiniões em privado a amigos, familiares e colegas de trabalho. Assim como ocorrido na Rússia com o app de mensagens Telegram.
Telegram unblock vpnTelegramApesar das raízes russas do Telegram, oficiais do governo recentemente declararam que o app é uma ameaça potencial aos residentes do país. A aplicação ganhou tanta proeminência que os oficiais o estavam utilizando como suas fontes principais para troca de mensagens.

Eventualmente, oficiais de alta patente insistiram para que os criadores do app, os irmãos Nikolai e Pavel Durov, fornecessem sua chave de criptografia para garantir controle total sobre o conteúdo compartilhado. Mas eles se negaram a fazê-lo.

O Telegram, apesar disso, continua sendo um dos serviços de mensagens mais populares do país. No entanto, acessá-lo com um endereço IP russo é atualmente impossível.

Felizmente, existem formas de contornar essa censura regional.

Como desbloquear o Telegram na Rússia

Virtual Private Network (VPN)Para desbloquear o Telegram, você precisa de acesso a uma VPN. Com uma VPN, você poderá se conectar a servidores remotos e causar a impressão de que está online em uma localização diferente de onde efetivamente se encontra. Você pode ficar localizado em qualquer lugar onde haja servidores disponíveis, como Estados Unidos, Suíça ou Reino Unido, enquanto permanece fisicamente na Rússia. Dessa forma, você poderá acessar qualquer conteúdo com restrição geográfica.

As VPNs ajudam a contornar todas as restrições de bloqueio impostas pelas autoridades russas. Além disso, você obtém anonimato total enquanto navega ou troca mensagens. O fluxo de dados codificado por meio de criptografia de grau militar protege suas informações contra visualizações não autorizadas.

Para desbloquear o Telegram:

  1. Instale a VPN de sua escolha
  2. Conecte-se a um servidor fora da Rússia
  3. Faça login em sua conta do Telegram

Os 5 melhores serviços de VPN para desbloquear o Telegram na Rússia

Todas as VPNs oferecem uma ótima maneira de ocultar sua localização atual. No entanto, estes cinco serviços são os melhores, caso você queira acessar sua conta do Telegram.

1ExpressVPN

ExpressVPN
  • Mais de 2.000 servidores
  •  Servidores em mais de 90 países
  •  Kill switch automático
  •  Não registra logs
  •  Tunelamento dividido

O ExpressVPN oferece a qualquer pessoa que esteja dentro do território russo uma maneira de acessar todos os seus conteúdos favoritos sem as restrições impostas pelo governo. Com uma política antilogs, os usuários podem ter certeza de que seu acesso ao Telegram não será notado pelas autoridades locais.

A criptografia AES de 256 bits protege seus dados e garante que sua atividade permaneça privada e anônima. Você pode ficar certo de que contará com conexões velozes ao usar o ExpressVPN. Este serviço disponibiliza mais de 2.000 servidores em mais de 90 países – portanto, não há problemas de lag devido à sobrecarga dos servidores.

Experimente agora sem riscos

2NordVPN

NordVPN
  • 5.000+ servidores em mais de 60 países
  •  Serviço de suporte 24/7
  •  Kill switch automático
  •  Seis conexões simultâneas
  •  Garantia de reembolso de 30 dias

Com criptografia AES de 256 bits associada ao recurso de kill switch, os clientes não precisarão se preocupar com acesso não autorizado ou interrupções. O  NordVPN permite a conexão de até seis dispositivos por meio de uma única conta.

O pacote do software ainda possibilita a instalação em roteadores Wi-Fi, para permitir que mais de seis dispositivos obtenham acesso.

Adquira agora

3CyberGhost VPN

CyberGhost VPN
  • Segurança adicional com bloqueador de malware
  •  Servidores em mais de 60 países
  •  Kill switch automático
  •  Mais de 2.000 servidores
  •  Banda ilimitada

O CyberGhost VPN usa criptografia AES de 256 bits com garantia antilogs para proteger as atividades de seus clientes online. Diferentemente de alguns de seus concorrentes, o CyberGhost conta com um bloqueador de malware para bloquear programas suspeitos.

Ele disponibiliza mais de 2.000 servidores em mais de 60 países, com aplicações para todos os principais sistemas operacionais, dispositivos móveis e navegadores.

Experimente agora sem riscos

4PrivateVPN

PrivateVPN
  • Acessa o Netflix
  •  Servidores em 56 países
  •  Garantia de reembolso de 30 dias
  •  80+ servidores
  •  6 conexões simultâneas

Com o PrivateVPN, os usuários obtêm acesso a criptografia AES de 256 bits em todos os seus dispositivos, incluindo Windows, Mac, Linux, iOS e Android.

O serviço oferece segurança adicional contra hackers através da chave Diffie-Hellman de 2.048 bits, sem afetar as velocidades de conexão. Ele ainda mantém zero log de uso dos clientes e disponibiliza mais de 80 servidores em 56 localizações.

Adquira agora

5IPVanish VPN

IPVanish VPN
  • Servidores em mais de 60 países
  •  Não registra logs
  •  Banda ilimitada
  •  Segurança de ponta
  •  10 conexões simultâneas

Superar bloqueios, sejam eles razoáveis ou não, requer um serviço como o IPVanish VPN para contornar a fortaleza que é a censura russa. O IPVanish conta com uma política antilogs para impedir que as autoridades russas exijam o compartilhamento de informações.

A criptografia AES de 256 bits evita que terceiros interceptem seu fluxo de dados enquanto você navega. Este provedor ainda disponibiliza 1.000+ servidores em mais de 60 países, bem como uma garantia de reembolso de 7 dias.

Adquira agora

Conclusão

Nem todas as VPNs funcionam com todos os usuários. Muitos desses serviços oferecem garantia de reembolso ou versões de avaliação grátis limitadas para ajudar você a garantir que esteja tomando a decisão certa.

Sugerimos que você experimente diferentes VPNs para se certificar de que adquira o serviço desejado e que seja capaz de acessar seus sites, conteúdos e apps favoritos.

Denise Sullivan
Denise Sullivan é uma talentosa escritora da Louisiana, formada em jornalismo pela Eastern Oklahoma State College. Denise começou sua carreira de escritora escrevendo manuais de operações e manutenção, além de manuais de utilitários de software para simuladores de voo. Ela é fascinada por VPNs e cibersegurança, e por ajudar a tornar a internet mais segura.