Os 8 piores golpes de VPN para evitar em 2019

Published by Thalia Oosthuizen on março 14, 2019

Tome cuidado com golpes de VPN conforme você tenta proteger seu computador online.

Virtual Private Network (VPN)As VPNs ganharam popularidade graças aos diversos recursos positivos que oferecem em relação à privacidade e segurança. Elas não são apenas perfeitas para aumentar sua segurança, mas também consistem em uma ferramenta útil para contornar conteúdos com restrição geográfica a partir de qualquer lugar do mundo. Porém, tome cuidado, pois há golpistas à solta oferecendo serviços de VPN falsos para obter acesso aos seus dados pessoais e tomar seu dinheiro!

Como é possível descobrir a diferença entre uma empresa de VPN legítima e um provedor fraudulento?

Se você tem experiência com internet ou usa VPNs há alguns anos, será mais fácil notar a diferença entre um provedor real e outro fraudulento. Porém, com a chegada de muitos novatos a este mercado, tem se tornado cada vez mais difícil para eles diferenciarem uma VPN real de uma opção falsa.

Mesmo que a empresa aparente demonstrar desempenho e especificações excelentes, ela ainda poderá registrar sua atividade online, vender suas informações para anunciantes ou infectar seu dispositivo com vírus e malware.

Não se preocupe, estamos aqui para ajudar! Relacionamos os 8 piores golpes de VPN para evitar em 2019, para que você saiba o que buscar.

Os piores golpes de VPN para evitar

Vamos conferir os 8 piores golpes de VPN para evitar em 2019.

1º golpe: Seus dados não serão registrados

Se uma afirmação parece boa demais para ser verdade, isso geralmente é real. Se uma VPN afirma que não coleta ou armazena nenhum dos seus dados ou informações pessoais, esteja ciente de que essa é uma promessa popular. Obviamente, o anonimato é essencial ao fazer streaming online, mas falsas promessas de segurança e proteção podem levar você para um caminho obscuro. Concentre-se na facilidade de uso, confiabilidade, transparência e desempenho das VPNs.

A maioria das VPNs legítimas também afirma que não registra informações pessoais; portanto, pode ser difícil diferenciar as VPNs reais das opções falsas. Infelizmente, não há como saber se essa afirmação é verdadeira, o que deixará você à mercê do provedor de VPN. No entanto, caso analise o contrato e as letras miúdas em detalhes, você poderá encontrar partes que se sobressaiam como sendo um tanto vagas ou afirmações que contradizem umas às outras.

Se a VPN for direta e afirmar que registra dados, isso não é necessariamente um problema. Veja como ela usa os dados e o que sua política descreve. Essa prática tem como objetivo aprimorar os serviços do provedor, ou ele é famoso por vender informações pessoais para terceiros e anunciantes? Se a resposta for esta última opção, evite esse provedor a todo custo!

2º golpe: Serviços de VPN grátis

Este é um dos principais golpes com os quais você deve ficar tento. É como diz o ditado: “Você recebe por aquilo que paga”; e ele não poderia ser mais preciso quando se trata de VPNs grátis. Ao usar uma VPN confiável, você pode ter certeza de que é altamente provável que o serviço de VPN irá proteger seus dados pessoais. Isso é completamente oposto àquilo que as VPNs grátis fazem.

As VPNs grátis costumam infectar seus dispositivos com malware, além de não criptografar suas informações ou dados – e ainda podem enviar suas informações para anunciantes. Ao fazer uso de uma VPN, o objetivo principal é proteger suas informações. Estas, juntamente com sua privacidade e segurança, podem ser comprometidas com o uso de VPNs grátis – o que deve ser evitado a todo custo.

3º golpe: Assinaturas vitalícias

Ao navegar por sites de terceiros, você pode encontrar ofertas de assinaturas vitalícias do tipo “clickbait” (caça-cliques). O preço é tão baixo que chega a atrair seu interesse, mas você deve estar ciente de que administrar um serviço de VPN adequado e seguro não é barato – e, portanto, inclui custos que inviabilizam a oferta de uma assinatura vitalícia por aquele preço exibido.

Muitos sites de VPNs golpistas oferecem assinaturas vitalícias, o que faz com que você aprenda da pior forma possível que o provedor de VPN não irá honrar essas assinaturas. Lembre-se: tudo tem a ver com a proteção dos seus dados. Quanto você quer investir em sua segurança? A resposta é provavelmente superior ao preço pelo qual os sites golpistas estão oferecendo as assinaturas vitalícias.

4º golpe: Serviços de VPN falsos

Este é um golpe IMPORTANTE que vem logo atrás do golpe da VPN grátis. Descobrir quais VPNs são reais e quais são falsas pode ser complicado. É fundamental reservar tempo para diferenciar os provedores falsos daqueles reais. Algumas VPNs falsas são conhecidas por acessar suas informações seguras, como dados bancários, informações de segurança social ou dados Wi-Fi. Elas podem usar essas informações ou vendê-las para terceiros, os quais podem usá-las de diversas formas. Isso não parece muito bom, não é verdade?

Ao pesquisar por VPNs, busque aquelas que são diretas e honestas sobre suas formas de funcionamento, protocolos de segurança, sistemas de criptografia e serviços. Analise os termos e condições detalhadamente, e procure por inconsistências ou falta de clareza, bem como contradições.

5º golpe: VPNs que precisam de dados privados

As VPNs têm como objetivo manter seus dados privados seguros e protegidos, e isso significa protegê-los até mesmo da própria VPN. Se uma VPN exigir seu telefone, endereço ou número de segurança social, você deverá evitá-la, principalmente se valoriza seu anonimato e privacidade. Evite usar VPNs que permitam pagamentos apenas através do seu cartão de crédito.

Provedores de VPN legítimos devem oferecer outras opções de pagamento, como PayPal ou Bitcoin.

6º golpe: Preços razoáveis e justos

Assim como as VPNs grátis, VPNs com preços muito altos devem ser evitadas, principalmente quando você estiver pagando pelos mesmos serviços oferecidos pela concorrência. Ao analisar diferentes estruturas de preços, confira o quanto o provedor deseja cobrar, quando será feita a cobrança e quais métodos de pagamentos são aceitos.

Outro elemento a ser verificado é o próprio site da VPN e sua reputação online. Confira o site dela e procure por erros ortográficos e gramaticais, e pesquise por salas de chat, fóruns e avaliações sobre a plataforma. Antes de assinar o serviço de uma VPN, certifique-se de que ela seja real. A maioria das VPNs legítimas cobra uma tarifa mensal, anual ou semestral, e é raro encontrar algum serviço que cobre por semana. Tenha isso em mente antes de fazer sua aquisição!

7º golpe: Sites de VPNs com autopromoção

Nos últimos anos, muitos provedores de VPNs golpistas chegaram ao mercado, criando sites com avaliações. Esses sites destacam seus próprios serviços, fazendo-lhes parecer legítimos. As VPNs precisam ser confiáveis – portanto, não acredite cegamente nas avaliações dos sites sem fazer suas próprias pesquisas.

Um aspecto a ser analisado em um site de VPN é sua seção “Sobre”. Verifique se ela inclui avaliações transparentes de usuários reais, incluindo seu nome, data e país de origem.

Considere o tom da avaliação: ela é realmente uma avaliação ou um anúncio do serviço? As avaliações costumam incluir prós e contras; portanto, fique de olho naquelas que se vangloriam em excesso.

8º golpe: Avaliações de VPNs em lojas de apps

Se você está procurando por uma VPN em uma loja de apps mobile, não acredite nas avaliações. Os usuários costumam baixar o app e avaliá-lo sem usar a VPN por completo ou sem possuir qualquer experiência com ela. Infelizmente, você poderá usar uma VPN por dias, semanas ou meses antes de passar por alguma experiência negativa.

Algumas das experiências relatadas pelos usuários incluem o vazamento de seus endereços IP, a venda de seus dados para terceiros e a infecção de seus dispositivos com malware, bem como o registro e armazenamento de seus dados – além de mentiras sobre sistemas de criptografia.

Ao escolher qual VPN usar, pesquise o máximo que você puder e procure por avaliações em sites que não sejam afiliados ao provedor de VPN.

Não economize com suas informações pessoais

Com o crescimento de casos de hacking e problemas de segurança online nos dias atuais, os usuários estão mais nervosos que nunca com os golpes de VPNs.

Estas VPNs têm ótima reputação e são conceituadas no mercado.

Classificação
Provedor
Nossa pontuação
Preço
Preferido
1.
Preferido
NordVPN
$3.49 / mês
Economize 71%
Preferido
2.
Preferido
ExpressVPN
$6.67 / mês
Economize 48%
Preferido
3.
Preferido
CyberGhost VPN
$2.75 / mês
Economize 77%

 

Certifique-se de tomar nota dos 8 piores golpes de VPN para evitar em 2019 ao pesquisar todas as opções. A diferença entre escolher uma VPN legítima ou um provedor golpista é fundamental ao levar em conta sua proteção, segurança e privacidade online.

Thalia Oosthuizen
Depois de estudar ciência da computação na universidade por três anos, Thalia desenvolveu uma paixão pela privacidade e segurança online. Essa paixão a levou a se tornar uma escritora de cibersegurança, compartilhando seu conhecimento com outras pessoas, para que elas tenham acesso às informações necessárias para proteger sua privacidade online.