9 regras essenciais para ter segurança com as suas senhas

Published by Eliza Hardwick on setembro 17, 2018

As senhas são o “Calcanhar de Aquiles” de alguns dos maiores sistemas de segurança digital do mundo, ou seja, são o seu maior ponto fraco. Roubar as credenciais e as senhas dos usuários é um crime bastante comum que permite aos hackers e aos criminosos passar pela porta de sua casa e começar a furtar os seus documentos, os seus dados, e as suas informações financeiras pessoais e da sua empresa.

PC

Em 2014, um funcionário do JPMorgan teve as suas credenciais de autenticação roubadas por um hacker. Isso resultou no comprometimento das informações pessoais de 83 milhões de pessoas físicas e pequenas empresas. Então, como podemos manter as nossas senhas a salvo, em segurança, e longe das mãos de pessoas que podem usá-las para fazer o mal?

Aqui vão 9 regras essenciais para cuidar de suas senhas e ajudar a manter o seu sistema protegido.

1ª Leve a sua senha a sério

Uma pesquisa de 2014 feita pelo BetterBuys revelou que um hacker experiente com o software certo poderia decifrar uma senha de seis letras como “beagle” em apenas 0,29 milisegundos. Ao adicionar o ano de nascimento do beagle no fim da senha e transformá-la em “beagle2006”, o tempo que o hacker leva para decifrá-la aumenta um pouco mais em até 10 anos. Ao pôr um símbolo qualquer no início da senha (#beagle2006), o tempo para decifrá-la então se torna 289.000 anos.

2ª Nunca anote as suas senhas

Sério, NÃO FAÇA ISSO. As senhas devem existir apenas em sua cabeça. Ao anotá-las, você estará informando aos criminosos todos os sites que são importantes para você e como acessá-los também. É como se um ladrão invadisse a sua casa e descobrisse que você desenhou um mapa mostrando onde todos os seus bens de valor estão escondidos. Se você quer mesmo anotá-las em algum lugar, anote-as em um pedaço de papel junto com outros números, letras, e símbolos para que uma pessoa qualquer não possa saber qual é qual.

3ª Evite combinações simples no seu teclado

Tá bem, todo mundo sabe que deve evitar senhas como “123” e “abc”, mas ainda há um monte de gente que acha que “asdf” ou “qwerty” são opções bem melhores. Essas são algumas das opções que o hacker vai tentar primeiro. Faça-se um favor e pense um pouco mais antes de definir uma senha.

4ª Nunca digite a sua senha em um computador que não é seu

Pode até ser bem acessível ver o seu e-mail na biblioteca ou na lan house, mas você nunca pode adivinhar se alguém instalou algum programa malicioso naquele sistema.

5ª Não divida uma conta com alguém que não seja da sua família (para uso pessoal) ou que não seja um colega de trabalho (para uso profissional)

Vocês podem até ser melhores amigos hoje, mas se a relação cair por água abaixo, você nunca saberá o que outra pessoa poderá fazer tendo acesso às suas informações pessoais.

6ª Mude de senha a cada 3 ou 12 meses

Algumas empresas têm o bom senso de instalar programas que lhe obrigam a mudar de senha a cada 90 dias. Essa é uma prática inteligente por dois motivos; ela reduz as chances de que uma senha seja roubada; e se a sua senha já estiver comprometida, ela reduz o número de dias que um hacker tem para usá-la de forma maliciosa antes que seja alterada. Altere todas as suas senhas pelo menos uma vez por ano. Quando você recebe um novo celular, tablet, laptop, ou computador, você não vai querer que o próximo dono do seu dispositivo antigo vasculhe as suas contas pessoais.

7ª Certifique-se de que todas as suas contas mais importantes tenham senhas diferentes

Imagine que um hacker roubou as credenciais do seu cartão Mastercard. Dez minutos depois, ele usa as mesmas credenciais para atacar o seu cartão Visa; depois o seu cartão American Express; depois a sua conta bancária. Usar a mesma senha em todas as suas contas pode ser algo bem acessível e, portanto, muito tentador. Mas fazendo isso, você estará se condenando a ter todas as suas contas roubadas de uma vez só, e assim fica bem mais difícil de protegê-las ao bloqueá-las e restaurá-las.

8ª Não seja mão-de-vaca com a sua segurança, invista em um software de proteção

Quando é a sua segurança pessoal que está em risco, vale mesmo arriscar em troca de uns R$100 ou R$150 por ano? Certifique-se de que esse software esteja sendo executado a todo momento. Verifique a lista de serviços para ter certeza de que o seu programa é completamente à prova de malwares e registradores de teclado (keyloggers).

9ª Nunca digite as suas senhas se estiver usando um WiFi público

Toda vez que você não estiver em casa ou no trabalho, jamais digite as suas senhas ou visite os seus sites pessoais se estiver usando um WiFi público e gratuito. Se você precisa mesmo fazer isso, certifique-se de usar uma VPN para garantir a sua segurança. As VPNs encriptam os seus dados através de um servidor remoto antes de enviá-los à Internet e faz a mesma coisa com os dados recebidos pelos sites que você visita.

1ExpressVPN

ExpressVPN
Uma das melhores VPNs para se ter proteção é o ExpressVPN, que possui um recurso de tunelamento dividido e um recurso de kill switch, junto com uma política contra o registro de acessos e o seu próprio servidor DNS em todos os seus servidores.

Experimente agora sem riscos

2Private VPN


Já o Private VPN é o orgulho da Suécia, possuindo uma encriptação surpreendente de 2048-bits, uma funcionalidade P2P, redirecionamento de portas, e uma política rígida contra o registro de acessos.

Baixe agora

3NordVPN

NordVPN
E o NordVPN possui um padrão de encriptação AES de 256-bits, um suporte ao consumidor disponível 24 horas por dia, e algumas ferramentas de segurança adicionais, como o CyberSec.

Baixe agora

Eliza Hardwick
Especialista em cibersegurança, Eliza adora escrever sobre qualquer coisa relacionada à tecnologia. Suas especialidades incluem sistemas antimalware e VPNs.