Controle sua privacidade: o que o Google sabe sobre você – e o que você pode fazer

Published by Joel Timothy on maio 05, 2019

Você ficará surpreso com o quanto o Google sabe sobre você. Continue lendo para saber mais.

Em 2018, o Google foi a terceira marca mais valiosa de todas, de acordo com um relatório da Brand Finance Global. O elemento principal do seu sucesso? Coleta de dados.
GoogleO Google coleta uma enorme quantidade de dados de usuários a partir de sua extensa variedade de serviços. Ele não é capaz apenas de obter dados a partir de seu popular motor de busca e das contas do Gmail: o Google Maps e seu sistema operacional de código aberto Android também entram na mesma armadilha.

O gigante da tecnologia afirma coletar seus dados para “tornar os anúncios relevantes” e aprimorar sua experiência online. Isso não é segredo. Assim que você abre a política de privacidad da empresa, a primeira declaração é a seguinte: “Quando utiliza nossos serviços, você está confiando suas informações a nós”.

Caso queira recuperar uma parte do seu anonimato online, você deve conferir as alternativas aos apps do Google aqui.

Então, como o Google coleta seus dados, o que ele sabe exatamente, e o que você pode fazer em relação a isso? Continue lendo para saber mais.

Navegação rápida:

1 Como o Google coleta seus dados

O Google coleta dados sempre que você usa qualquer um dos serviços da empresa. Confira abaixo os principais serviços oferecidos pelo Google, e os tipos de dados que são coletados por cada um deles.

Chrome logoGoogle Chrome

Este é o navegador do Google. Ele é de longe o navegador mais usad da atualidade. O navegador coleta todo o seu histórico, principalmente os sites que você visitou.

Note que o Google Chrome também coletará essas informações, mesmo que você não esteja logado em sua conta do Google. Nesse caso, ele armazenará as informações por meio do uso de identificadores únicos associados ao navegador.

Google logoGoogle Busca

Esta é a ferramenta de busca na web do Google, a qual está associada e serviços como Chrome, Google Home, YouTube e diversos outros apps e serviços. A ferramenta coleta informações a partir de todas as suas pesquisas realizadas.

Gmail

O serviço de e-mail gratuito do Google é amplamente usado e pode ser acessado pela web ou através do app Gmail do Google. Ele também pode ser acessado por meio de outros programas externos que sincronizam o conteúdo via protocolos POP ou IMAP.

O serviço coleta informações sobre seus contatos de e-mail e/ou telefônicos, e até mesmo o conteúdo dos seus e-mails enviados ou recebidos!

Google mapsGoogle Maps

O Google Maps não apenas exibe ruas e diferentes formas de transporte. Ele registra todas as informações a partir do app, incluindo locais visitados, lugares pesquisados, formas de transporte usadas, datas de viagens, etc.

Mesmo que você não abra o Google Maps, ele ainda assim rastreará todos os seus locais visitados por meio do auxílio do GPS e dos dados celulares do seu smartphone. Você pode até mesmo conferir seus locais visitados e alterar ou excluir viagens e localizações.

Google AdsGoogle Ads

O Google Ads coleta seus dados para personalizar seus anúncios visualizados. Esses dados são obtidos a partir da sua conta do Google, de anunciantes parceiros do Google e de uma estimativa do Google em relação aos seus interesses.

Os dados incluem o conteúdo coletado a partir dos diversos serviços do Google. Você pode conferir aquilo no que o Google Ads acredita que você tenha interesse, bastando acessar a página de configurações de anúncios. No entanto, você pode desativar a personalização de anúncios nessa mesma página.

Google photosGoogle Fotos

O Google Fotos é muito inteligente. Ele é capaz de identificar uma pessoa em um grupo com muitas delas, até mesmo quando a foto não está nítida. O serviço coleta informações sobre seus amigos e pessoas que aparecem com frequência em suas fotos, incluindo os locais onde elas foram tiradas.

Google calendarGoogle Agenda

O Google Agenda pode facilmente coletar seus planos e compromissos futuros, visto que você mesmo os adiciona. Os dados também podem ser obtidos a partir dos seus e-mails recebidos.

YouTubeYouTube

O YouTube coleta muitos dados que, em seguida, usa para sugerir músicas ou vídeos que você possa gostar. Ele coleta seu endereço IP, histórico de buscas, vídeos reproduzidos ou enviados, seus hábitos de reprodução de vídeos, etc.

Google newsGoogle Notícias

O Google Notícias inicialmente usa seu histórico de navegação e seu endereço IP para sugerir novos itens. Em seguida, ele rastreia as notícias em que você clicou e identifica seus tópicos de interesses, para oferecer uma experiência aprimorada.

Google HangoutsGoogle Hangouts

O Google Hangouts normalmente possui acesso aos seus contatos – e pode até mesmo ler suas conversas para conhecer seus interesses.

Google FitGoogle Fit

Se você usa o Google Fit, a empresa tem uma ótima noção sobre sua condição de saúde. Você fornece seu peso, altura e idade, e ele ainda conhece suas metas de condicionamento e sua quantidade de calorias queimadas por dia.

Outros serviços do Google que coletam seus dados incluem o Google Livros (o que você lê), o Google Shopping (produtos que você tem interesse em comprar) e o Waze (rotas e localizações pesquisadas, locais visitados, etc.).

2 Então, o que o Google sabe sobre você?

Com base nas informações coletadas por cada um dos serviços mencionados acima, há muito pouco que o Google não saiba sobre você. Ele combina os dados coletados a partir de seus diversos serviços para criar um panorama bastante preciso sobre você.

1 Quem é você

Appearance Who you are

Sua aparência geral

O Google Fotos facilmente identifica sua aparência através de seu software de reconhecimento facial. O serviço destaca fotos com diversos rostos e pede para você marcar amigos ou pessoas conhecidas. Mesmo que você não se marque, o Google Fotos analisará todas as imagens e facilmente localizará você em um grupo. Na maioria dos casos, você será a primeira pessoa sugerida por ele.

Em seguida, ele poderá associar sua idade, peso e altura a partir do Google Fit para conhecer sua aparência!

Suas informações pessoais

Ao criar sua conta do Google, você será obrigado a preencher informações pessoais como seu nome, sexo e idade. Então, ele continuará coletando outras informações a partir de cartões de crédito salvos, do Google Fit, etc., para criar um banco de dados completo com suas informações pessoais.

Sua voz

Se você já usou o Google Home em um smartphone Android ou em qualquer outro dispositivo, o Google conhece sua voz e a sonoridade dela. De fato, eles já armazenaram tudo o que você disse ao assistente de voz até hoje! Confira na seção Minha atividade do Google.

Suas crenças religiosas e visões políticas

Você possivelmente pesquisa diversos tópicos relativos à sua religião ou orientação política. O Google já analisou esses dados e provavelmente conhece suas crenças.

Ele sabe até mesmo os candidatos políticos sobre os quais você está lendo, os sites de candidatos que você acessou e, provavelmente, em quem você votará na próxima eleição!

Sua condição de saúde

Sempre que está com algum sintoma, você provavelmente o pesquisa no Google. E, quando descobre o problema, é bem capaz que você pesquise o tratamento dele ou sua medicação necessária. O Google registra tudo isso.

Compilar os dados de busca e realizar referências cruzadas deles com padrões como visitas a hospitais, faltas ao trabalho (eles sabem), etc., oferece-lhes um ótimo conhecimento sobre sua condição de saúde.

2 Todos os locais em que você já esteve

Everywhere you’ve ever been O Google é excelente em rastrear os locais para onde você viaja, principalmente se você usa celular com Android. Ele pode até mesmo mostrar roteiros do seu dia inteiro e destacar os lugares aos quais você foi andando ou dirigindo, locais visitados, etc. Confira alguns dos aspectos que eles sabem sobre você a partir dos serviços de localização do Google.

Sua casa e seu escritório

O Google pode facilmente localizar sua casa ao avaliar onde você costuma estar à noite ou nos fins de semana. Você pode pensar: “E se eu estiver ficando em um hotel?” Bem, ele também já sabe disso. Ele monitora os locais aos quais você vai diariamente – e por quanto tempo permanece neles.

Após algum tempo, o Google Maps irá sugerir que você adicione esses locais como sua casa ou escritório. Quando fizer isso, você confirmará suas localizações principais.

Locais para onde você viajou

Você notará que, sempre que viajar para algum lugar, o Google pedirá que o avalie – a menos que essas sugestões tenham sido desativadas. Ele sabe quando você viaja para novos locais, e sabe até mesmo o que você fez por lá. Qualquer museu, cafeteria e locais desse tipo que você visitar serão registrados em seu perfil.

3 Quem são seus amigos

Who your friends are

O Google costuma solicitar acesso à sua lista de contatos quando você usa alguns de seus serviços. E, se você usa smartphone Android, esse acesso é garantido por padrão. O Google pode acessar tudo o que está em sua lista de contatos e até mesmo sincronizar o número de telefone dos seus contatos com as informações de e-mail e cargos informados por eles.

Então, ele pode analisar com quem você conversa frequentemente, por quanto tempo você fica no telefone e até mesmo os contatos do Gmail com quem você mais se comunica. Se você conversar no Gmail sobre onde se encontrar com um amigo, ele saberá – e, se você tirar uma foto, o Google também marcará seu amigo no Google Fotos. Ele afirma fazer isso para ajudar você a se lembrar desse dia daqui a muitos anos.

4 Seus hábitos de navegação

Your browsing habits O Google gosta de saber como você usa a internet para segmentá-lo melhor. Quando você usa o navegador Chrome, ele obterá acesso a todos os seus sites acessados, quanto tempo você passou em um site ou página específicos, etc. Mesmo que não use o Chrome, você provavelmente usa o Google Busca. O efeito não é muito diferente, pois ele ainda conseguirá visualizar suas buscas – e armazenará seus dados.

Porém, e se você usa outro navegador ou um motor de busca diferente? Bem, muito provavelmente, seu site acessado faz uso de algum serviço do Google, como o AdSense, Google Analytics ou até mesmo um vídeo do YouTube embutido. Seja qual for, esses serviços automaticamente enviarão algumas informações sobre você para o Google.

Essas informações provavelmente serão a URL da página e seu endereço IP (mais à frente, mostraremos como você pode alterá-lo e permanecer anônimo). Eles também poderão criar cookies específicos no seu navegador ou até mesmo ler cookies que já existem nele! Em ambos os casos, escapar disso será um pouco complicado, mas apresentaremos algumas sugestões mais à frente.

Confira nossa lista com os melhores motores de busca privados que não criam perfis de seus usuários aqui.

5 Seus gostos

what you like
O Google baseia suas informações no tipo de pessoa que você é, e seus gostos são uma parte importante disso. Portanto, ele extrai palavras-chave de suas buscas no Google e das notícias que você está lendo, e as combina com outros padrões para definir seus gostos gerais. Estes são agrupados em categorias, como as seguintes:

Seus interesses

Caso goste de esportes, você muito provavelmente buscará notícias sobre seu time ou evento esportivo favorito. O Google analisará esses dados e começará a sugerir artigos e notícias relativos a esse time ou esporte. Isso se aplica a todas as suas outras áreas de interesse, seja boa forma, gastronomia, etc.

O que você compra ou gostaria de comprar

Esta é uma das áreas onde o Google costuma ser muito interessado em capturar dados. Você já deve ter percebido que, sempre que busca um produto em um site de e-commerce, serão exibidos anúncios constantes relativos a esse produto.

Isso é obra do AdSense, pois ele envia um cookie para seu navegador referente a esse produto. Em seguida, ele o indexa em seu banco de dados para criar um padrão daquilo que você gosta de comprar ou gostaria de comprar.

Ao que você assiste

O Google definitivamente sabe os tipos de vídeos a que você gosta de assistir. Isso inclui o tipo de música que você ouve, seus tipos de filmes preferidos, etc. Esses dados são coletados a partir de uma combinação entre seu histórico de buscas e o YouTube, sua popular plataforma de vídeos.

Caso use o app do Google Home em seu smartphone, você muito provavelmente recebe notificações quando um músico de um dos seus gêneros favoritos lança um novo álbum.

6 Seus planos futuros

Your future plans O Google não sabe apenas o que você fez e o que está fazendo, como também o que você está planejando – tanto no curto prazo quanto no longo prazo.

Lugares que você planeja visitar

Se você tem consultado um lugar específico ou buscado informações sobre um lugar particular, provavelmente o visitará em um futuro não muito distante. Portanto, você pesquisará atrações, melhores hotéis, agências de turismo, etc. O Google poderá, então, segmentar você de acordo com esses dados.

Planos de vida futuros

O Google já possui um banco de dados completo com informações sobre você. Se, em algum momento, você começar a pesquisar sobre noivados e casamentos, ou sobre o momento ideal para ter filhos, ele saberá que você está planejando começar uma família.

Ele usará essas informações para personalizar seus anúncios especialmente para você – e saberá mais sobre sua vida que a maioria das pessoas do planeta!

3 Como o Google usa essas informações?

O Google não esconde o fato de que coleta dados de usuários, por que faz isso ou como faz uso deles. Confira os principais motivos pelos quais o Google afirma coletar seus dados:

Personalização de anúncios

A personalização de anúncios é uma técnica usada pelo Google para tornar seus anúncios mais úteis a você. Por exemplo, caso tenha acessado um site que vende roupas masculinas, você poderá começar a ver anúncios de moda masculina com produtos semelhantes àqueles que você pesquisou.

O Google também usa seus outros tópicos de interesse para determinar os tipos de anúncios que veiculará a você. Esses tópicos são obtidos a partir dos seus hábitos de busca e de outros dados coletados por ele. Nesses casos, você ficará mais propenso a clicar nos anúncios, o que significa que ele obterá receitas maiores. Google Ad Personalization No entanto, você pode desativar a personalização de anúncios, caso queira. Porém, isso não impactará a quantidade de anúncios que você receberá, nem a frequência deles. Você apenas receberá anúncios genéricos, em vez disso.

Manutenção e aprimoramento dos serviços

O Google usa os dados coletados para aprimorar seu serviço fornecido. Isso é feito de diversas maneiras, incluindo:

  • Facilitar a prestação de serviços
  • Manter e aprimorar os serviços
  • Desenvolver novos serviços
  • Oferecer serviços personalizados
  • Medir o desempenho
  • Comunicar-se com você
  • Proteger o Google, os usuários e o público

Confira uma explicação detalhada sobre como o Google coleta dados para aprimorar seus serviços.

4 O Google compartilha ou vende dados?

Does Google share or sell data O Google afirma claramente que não vende suas informações para ninguém. No entanto, muitos de seus serviços permitem que você compartilhe seus próprios dados ao compartilhar informações públicas – ex.: deixar um comentário em um vídeo. Outros usuários poderão visualizar seu nome e foto de perfil. Ele também poderá exibir essas informações em anúncios, dependendo das suas configurações de Recomendações compartilhadas.

O Google ainda pode compartilhar suas informações pessoalmente não identificáveis publicamente e com seus parceiros, incluindo anunciantes, desenvolvedores, publicadores ou detentores de direitos.

Isso acontece, por exemplo, quando ele deseja demonstrar tendências que ocorrem com o uso de seus serviços. O mais alarmante é quando ele permite que parceiros específicos coletem dados a partir do seu navegador ou até mesmo do seu dispositivo, através do uso de mecanismos próprios.

Além das situações acima, o Google não compartilha seus dados, exceto nas seguintes circunstâncias:

  • Quando houver seu consentimento. Por exemplo, quando você cria uma conta usando seu perfil do Google.
  • Para processamento externo.
  • Por motivos legais.

5 Como restringir a coleta de dados do Google

Se você leu até aqui, percebeu que há muito pouco que o Google ainda não saiba sobre você. Desde sua vida pessoal, familiares e amigos até seus locais visitados e sites acessados, não existe muito mais a ser descoberto.

Confira as melhores maneiras de restringir os esforços de coleta de dados do Google:

1 Use uma VPN

Virtual Private Network (VPN)

Uma rede privada virtual, ou VPN como é amplamente conhecida, é uma ferramenta de privacidade e segurança usada para ocultar sua identidade online e proteger seus dados.

As VPNs funcionam criptografando seus dados em seu dispositivo e, então, criando um túnel seguro entre sua atividade online e um servidor de sua preferência. Dessa forma, seu provedor de internet não poderá visualizar os tipos de dados que você está usando, nem o Google. Em vez disso, eles “visualizarão” um endereço IP falso e não poderão usar a localização do seu IP para fornecer o que desejam a você.

Recomendamos o uso do ExpressVPN para aprimorar sua privacidade, segurança e anonimato online.

Ele não registra nenhum dos seus logs, e sua criptografia de dados possui nível militar. ExpressVPN Além disso, ele oferece velocidades ultrarrápidas que permitem fazer streaming em HD – e você pode se conectar a qualquer um dos 2.000+ servidores em 148 localizações em 94 países.

Experimente o ExpressVPN agora – sem riscos

2 Ajuste suas configurações de privacidade

É muito importante controlar  quais de seus dados são acessados ou usados, e o Google permite que você faça isso através das diversas opções disponíveis nos Controles de atividade.

Ele até mesmo permite que você acesse sua página de Atividade e exclua seu histórico e atividades armazenadas.

3 Faça uso da navegação privada

Todo navegador oferece um modo anônimo. Esse modo não registra nenhum dos seus históricos de buscas ou sites acessados. Ele não acessa sua conta do Google, o que significa que você não enriquecerá os dados que ele já possui sobre você.

No entanto, alguns sites continuarão coletando e compartilhando seu endereço IP, mas isso pode ser facilmente resolvido com o uso do ExpressVPN.

4 Ative os relatórios de localização

Não é fácil impedir que o Google saiba onde você está, caso seu smartphone possua o sistema Android. Isso porque você provavelmente usa o Maps ou o Waze para obter direções.

Embora você possa desativar sua localização por GPS, ele ainda poderá identificar sua localização através do uso dos dados do Wi-Fi ou dos dados celulares. Para resolver isso, você deverá ativar sua VPN logo após desativar sua localização por GPS.

5 Evite produtos do Google

Esta opção é complicada. Porém, caso esteja disposto a ir um pouco além, ela vale a pena. Uma das primeiras coisas que você deverá fazer é parar de usar o sistema Android. Em seguida, você pode usar navegadores como Safari, Firefox etc., juntamente com um motor de busca voltado à privacidade, como o DuckDuckGo.

Entretanto, você precisará buscar alternativas aos diversos produtos e serviços oferecidos pelo Google, como o Google Maps.

6 Exclua sua conta do Google

O Google já conhece muito sobre você; portanto, você deverá excluir as contas dele por completo, caso queira minimizar as informações que ele detém sobre você.

Isso significa perder todos os dados armazenados em sua conta e até mesmo em outros serviços que você associou à sua conta do Google.

6 Conclusão

O Google provavelmente possui informações suficientes para clonar sua identidade. Embora ele lhe forneça o poder de controlar as informações armazenadas, você não pode realmente evitá-las, a menos que pare de usar os serviços da empresa por completo. Porém, essa é uma medida drástica que pode ser evitada.

Seu primeiro passo para proteger sua identidade e criptografar seus dados é fazer uso de um serviço de VPN confiável, como o ExpressVPN . Em seguida, você poderá empregar os diversos truques indicados acima para recuperar o controle sobre seus dados!

Joel Timothy
Joel é defensor da privacidade online, escritor e editor com um interesse especial em cibersegurança e liberdade na internet. Ele gosta de ajudar os leitores a lidar com questões complexas de tecnologia e internet, além de maximizar o poder ilimitado da internet.